top of page
Biblioteca Socialista

Marx e o Marxismo 

Georges Haupt

O repentino desaparecimento de G. Haupt nos privou da possibilidade de dispor da reelaboração deste ensaio, prevista especialmente para a História do Marxismo. Esta, portanto, é a primeira versão, que redigiu para o volume A Internacional Socialista: da Comuna a Lênin, Turim 1978, e na qual apenas foram introduzidas algumas modificações, encontradas na última redação do manuscrito...

Leia o texto completo

História da Internacional Comunista

Pierre Broué

 

A Internacional Comunista (Comintern) existiu de 1919 a 1943. Vinte e quatro anos; duração de uma jovem vida. Vida inflada de ambição e de esperança, posteriormente golpeada por uma doença incurável, ela foi, no final, friamente liquidada por uma decisão administrativa. Sua história foi, ao mesmo tempo, longa e precipitada, carregada tanto de decepções e de esperanças, mais de dramas que de festas. Ela é difícil de retraçar. Em primeiro lugar, porque não podemos fazer sua história "em si mesma”: nascida da Revolução Russa, ela desposou a história do Partido Comunista Russo Bolchevique, de quem ela dependeu ideológica, política, mas também materialmente.

Eis como Pierre Broué sintetiza, na apresentação de seu estudo sobre a Internacional Comunista, a trajetória da também chamada III Internacional, criada na expectativa de uma onda revolucionária que alargaria as fronteiras da Rússia Soviética para o ocidente, mas não se cumpriu. O texto, também, encontra-se disponível para download aqui.

Leia o texto completo

A classe operária e o surgimento do marxismo

Göran Therborn

 

Publicado, originalmente, na New Left Review n. 79, de maio-junho de 1973. Traduzido por Mariana A. Cunha.

Encontra-se, também, disponível em versão html no portal Centro de Estudos Vitor Meyer.

Leia o texto completo

A revolta dos Ciompi (Um levante proletário em Florença no século XIV)

Maquiavel

 

O texto publicado a seguir contém a narrativa histórica da "revolta dos Ciompi", ocorrido no ano de 1378. Extraído de História de Florença, obra do célebre Nicolau Maquiavel (1469-1527), o episódio foi traduzido e publicado por Simone Weil, filósofa e militante da esquerda católica em 1934, no momento de sua maior aproximação com o marxismo e face à ascensão do fascismo na Europa. Em sua apresentação, ela destaca a iniciativa dos operários da manufatura de lã no enfrentamento da escravidão assalariada a que estavam submetidos: a necessidade de dispor de uma nova arte para defender-se dos patrões e o governo, levou-os à insurreição. O surpreendente relato da revolta proletária ressalta a agudeza de entendimento de Maquiavel, preocupado em situar as divisões e lutas na cidade Florença, as quais abriram caminho para a tirania do príncipe; mas se ele pode recolher e dar forma literária a tal experiência é porque os feitos dos "Ciompi" na luta pelos seus interesses repercutiram no espírito dos contemporâneos, assombrando os senhores e, assim, não puderam ser esquecidos.

Leia o texto completo

A Comuna de Paris

Prosper-Olivier Lissagaray

 

Uma história da Comuna foi escrita imediatamente após os eventos, em 1877, um dos revolucionários sobreviventes, com apoio de Marx. Versão em português.

Leia o texto completo

La Commune

Louise Michel

Leia o texto completo

Um análise de 'Greve na Fábrica', de Robert Linhart

Leia o texto completo

bottom of page